Metrologia Produtiva: O que você precisa saber?

Receba Nossa News

Os conteúdos mais legais sobre qualidade
metrologia, semanalmente em seu e-mail

Todos os dados inseridos aqui, estão resguardados pela Política de Privacidade da ForLogic, totalmente adequada a LGPD e ISO 27001 (Segurança da Informação).

Neville Fusco

Neville Fusco

A metrologia é definida como a ciência da medição, e suas aplicações teóricas e práticas. Mas, ainda é incomum que ela seja vista como um conhecimento tecnológico que realmente agrega valor ao processo produtivo ou a qualidade de produtos.

Embora a metrologia seja vista como tendo sua importância, a maioria das empresas visa reduzir seus custos com metrologia e não entendem qual o real impacto da medição nos seus processos ou nos seus resultados.

As medições são realizadas para determinar quantidades especificas ou parâmetros funcionais em números e unidades.

Estas medições e seus resultados são conteúdos de informação, que são transferidos para pessoas ou programas, e afetam diretamente a lucratividade do negócio, a qualidade dos produtos, a produtividade dos processos e a tomada de decisões.

Aquisição de conhecimento é o objetivo de qualquer medição e a informação adquirida deve ser utilizada para desenvolver conhecimento visando a obtenção de know-how e sabedoria para uma gestão de processos adequadas e melhorias com resultados concretos.

O que é metrologia produtiva?

Quando pensamos em metrologia e seu conceito, não fica claro seu valor para o negócio e para os resultados dos processos.

Nesse contexto, para avaliar o impacto da metrologia, precisamos entender o termo Metrologia Produtiva apresentado por H. Kunzmann e T. Pfeifer no artigo “Productive Metrology – Adding Value to Manufacture”.

Para entendermos melhor o conceito de metrologia produtiva, precisamos definir o conceito de conhecimento de uma forma clara.

Peter Drucker define conhecimento como “informação que muda algo ou alguém, seja sendo base para ações, ou tornando um indivíduo ou uma instituição capaz de realizar ações diferentes ou mais assertivas”.

Entendendo o que é conhecimento podemos definir e compreender o conceito de metrologia produtiva.

Metrologia produtiva é a aplicação da metrologia para obter informação e subsequente conhecimento para mudar algo ou alguém, seja para se tornar motivo para ações ou fazendo um indivíduo (ou instituição) capaz de ações diferentes e mais assertivas.

A busca pelo know-how e sabedoria do processo começa com a coleta de informações através das medições, e aí que a Metrologia Produtiva em uma aplicação prática!

Ela precisa ser aplicada de forma adequada aos objetivos de qualidade, produtividade e lucratividade no negócio. A figura abaixo apresenta uma representação do ganho de conhecimento no sentido da sabedoria através de medições que são realizadas com o conhecimento e qualidade adequadas.

metrologia produtiva

 

Por que o metrologista (ou outro papel) precisa saber disso?

O responsável pela função metrológica e o pela função qualidade tem uma importância fundamental na aplicação da Metrologia Produtiva. O metrologista deve ter a capacidade de gerar conhecimento pela realização de medições adequadas e vincular isso com o negócio, como isso afeta os resultados e a lucratividade.

Compreender a metrologia produtiva é transformar as aplicações práticas das medições em conhecimento real e prático para as pessoas e processos. Diversos impactos são verificados em tratar a metrologia como produtiva.

  • Melhoria no conhecimento da variação dos processos produtivos;
  • tomada de decisões mais assertivas;
  • redução em retrabalho;
  • redução em paradas de máquinas;
  • maior qualidade percebida pelos clientes;
  • entre outros impactos que podemos verificar.

Mas, esse conhecimento não é direto e fácil de trabalhar. É preciso que o metrologista seja capaz de transformar medições na linguagem do negócio e nisso a metrologia produtiva pode ajudar muito.

Dica de como  desenvolver uma metrologia produtiva

Caso você queira entender melhor como a metrologia pode gerar valor para os resultados do negócio, aumentando a qualidade, a produtividade e a lucratividade, é preciso avaliar o impacto financeiro de uma medição de baixa qualidade.

Indicadores de qualidade da medição como a incerteza de medição, o TUR (taxa entre incerteza e tolerância do processo) ou TAR (taxa entre a precisão e a tolerância do processo) são exemplos de informações que podem ajudar a perceber os problemas de medição e suas consequências.

Metrologia Produtiva não é algo a mais em um processo!

Tratar a metrologia como algo a mais em um processo e não como um conhecimento tecnológico que agrega valor realmente é um erro que pode ser evitado.

A prática da Metrologia Produtiva precisa envolver todas as partes interessadas, e deve ser inserida na estratégia do negócio e não ser vista como um processo isolado.

O uso de tecnologias especialistas que consigam auxiliar e automatizar a avaliação das medições, o tratamento dos dados e informações geradas e possibilite o ganho de conhecimento pode transformar a qualidade de produtos e os resultados de processos.

Sobre o autor (a)

Deixe um comentário

Blog da Metrologia

Artigos relacionados

Publicidade

Banner vertical - webinar seja auditor

Qualicast

Qualicast