Verificação de equipamentos de medição: o que é e quando realizar?

Receba Nossa News

Os conteúdos mais legais sobre qualidade
metrologia, semanalmente em seu e-mail

Todos os dados inseridos aqui, estão resguardados pela Política de Privacidade da ForLogic, totalmente adequada a LGPD e ISO 27001 (Segurança da Informação).

Neville Fusco

Neville Fusco

A verificação de equipamentos de medição, assim como a calibração, são requisitos comuns às normas de sistemas de gestão. Além disso, a definição de um método de verificação confiável e um intervalo de verificação adequado. Por isso, é uma tarefa necessária para obtenção de resultados válidos e prover confiança nas informações obtidas.

O conhecimento dos processos de medição e suas fontes de erro é fundamental para prover confiança. Além disso, os resultados possibilitam uma melhora efetiva no sistema de gestão e a tomada de ações mais assertivas.

Qual a importância da verificação de equipamentos de medição?

No artigo “Periodicidade de calibração, onde devo começar?” falei um pouco sobre a importância da definição de um intervalo de calibração de equipamentos de medição adequado. Além disso, critérios técnicos devem fundamentar a definição do intervalo de calibração inicial. Mas também é essencial focar no risco envolvido no processo de medição. As informações do histórico das calibrações e verificações realizadas devem sempre fundamentar a modificação do intervalo.

Mas, qual a necessidade da verificação dos equipamentos de medição? Os equipamentos já são calibrados. A maioria (se não todas) das normas de gestão estabelecem a necessidade de calibração e verificação dos equipamentos de medição.

O seguinte caso ilustra a importância da verificação: Calibraram um equipamento em junho de 2018 e obtiveram resultados aceitáveis; porém, ao recalibrá-lo em junho de 2019, os resultados mostraram-se inaceitáveis. Todos os produtos ou processos que utilizaram esse equipamento de medição estão em risco e necessitam de uma análise para evidenciar ou não algum impacto na qualidade.

Como não realizaram nenhuma verificação do equipamento entre as calibrações, existe um ano de potencial risco para o processo ou produto. Um ano de problemas representa muito trabalho para a equipe de qualidade, que precisa avaliar e comprovar que a produção não sofreu erros devido ao uso de um equipamento fora dos critérios de calibração.

Qual é a motivação da verificação de quipamentos de medição?

 A verificação de equipamentos de medição tem como objetivo evidenciar que os resultados da última calibração realizada são válidos, ou seja, podemos confiar nos valores emitidos no certificado de calibração. Ao realizar uma verificação com um método adequado, pessoal treinado e critérios bem definidos podemos garantir que o equipamento ainda está apto para uso.

A figura abaixo apresenta uma situação as verificações são realizadas entre as calibrações. Podemos verificar que uma verificação foi realizada em outubro de 2017 com resultado aceitável. A calibração em janeiro de 2018 apresentou resultados inaceitáveis, mas devido a verificação temos somente 2 meses de potencial risco.

Figura 1 – Histórico de verificação e calibração (situação exemplo)

Definindo um método e um intervalo

Entende-se a verificação como uma calibração simplificada. Portanto, é necessário utilizar um método válido e padrões adequados, preferindo seguir referências normativas ou do fabricante. Por exemplo, o INMETRO/CGCRE oferece um guia para verificar balanças. Da mesma forma, a ABNT e a ISO fornecem referências normativas para o ponto de gelo, úteis na verificação de medidores de temperatura, entre outros.

A definição de um método adequado

Um método adequado deve garantir a utilidade do resultado da verificação e permitir seu uso efetivo na melhoria da qualidade. Um erro comum que observo nas empresas é a verificação de um equipamento de medição contra outro igual. Por exemplo: pegar dois termômetros iguais e colocar dentro de um copo com água para ver se eles “batem o resultado”. Não podemos chamar isso de verificação e não teremos informação nenhuma sobre os erros de nenhum dos termômetros, simplesmente informação e trabalho inúteis.

Uma das maiores dificuldades está em definir um intervalo de verificação adequado. Além disso, não existe uma norma ou padrão para definir o intervalo de verificação, mas os mesmos critérios técnicos utilizados para definição do intervalo de calibração podem ajudar na definição de um intervalo inicial de verificação. Portanto, a verificação tem um intervalo menor que o da calibração diária, semanal, mensal, etc.

São exemplos de critérios para a definição do intervalo inicial de verificação: informações do fabricante, referências normativas, regulamentos técnicos, risco para o processo, intensidade de uso, severidade de uso. Uma verificação bem realizada, e em um prazo adequado pode ajudar a reduzir custos com calibração e minimizar impactos na qualidade de produtos e processos devido a erros de medição.

Baseie o intervalo no histórico dos resultados das calibrações e verificações. Existem diferentes métodos para alterar o intervalo de verificação dos equipamentos de medição com base no histórico dos dados de calibração e verificação.

Calibração vs. Verificação

A calibração e a verificação são atividades complementares, um não exclui o outro. Tanto a calibração como a verificação dos equipamentos de medição trabalham em conjunto e seus resultados fornecem evidências e informações sobre o processo de medição e a qualidade dos resultados gerados.

Por isso, quando temos a calibração e a verificação bem realizadas e em intervalos adequados temos a confiança que produzimos resultados válidos em nossos processos de medição, processos de fabricação e produtos acabados, e é exatamente isso que os requisitos das normas de sistema de gestão estabelecem, a necessidade de resultados de medições válidos.

Referências

 [1] Albertazzi Jr, A. G. Fundamentos de metrologia cientifica e industrial. 2º Ed. 2018.

[2] UNIDO. Role of measurement and calibration in the manufacture products for the global market.

[3] ILAC; OIML. Guidelines for the determination of calibration intervals of measuring instruments. 2007

[4] ABNT ISO9001 – Sistema de gestão da qualidade: Requisitos

[5] ABNT ISO10012 – Sistema de gestão da medição: Requisitos para os processos de medição e equipamentos de medição.

Sobre o autor (a)

Deixe um comentário

Blog da Metrologia

Artigos relacionados

Publicidade

Banner vertical - webinar seja auditor

Qualicast

Qualicast