Ensaios metrológicos: os 4 principais erros de gestão

Receba Nossa News

Os conteúdos mais legais sobre qualidade
metrologia, semanalmente em seu e-mail

Todos os dados inseridos aqui, estão resguardados pela Política de Privacidade da ForLogic, totalmente adequada a LGPD e ISO 27001 (Segurança da Informação).

Neville Fusco

Neville Fusco

Se você trabalha em uma indústria ou laboratório que realiza ensaios metrológicos, sabe que a gestão desses processos é fundamental para garantir resultados precisos e confiáveis.

Os ensaios metrológicos têm como objetivo principal avaliar a conformidade dos instrumentos de medição com as normas e padrões estabelecidos. No entanto, alguns erros comuns podem comprometer a qualidade dos ensaios e prejudicar a reputação da empresa.

Neste post, vamos falar sobre os principais erros de gestão em ensaios metrológicos e como evitá-los.

O que são ensaios metrológicos?

Antes de entrarmos nos erros de gestão, é importante definir o que são ensaios metrológicos.

Em resumo, esses ensaios são testes realizados para verificar se um instrumento de medição está de acordo com as normas e padrões estabelecidos. Por exemplo, um termômetro deve ser capaz de medir a temperatura com precisão e repetibilidade.

Neste exemplo, os ensaios metrológicos são realizados para garantir que o termômetro esteja calibrado e operando dentro das especificações.

Esses instrumentos são frequentemente utilizados para medir propriedades ou características de produtos, como peso, temperatura, pressão, entre outros.

Nesse sentido, a precisão, a repetibilidade e a exatidão dos resultados obtidos pelo instrumento de medição são fundamentais para garantir a qualidade do produto. Portanto, embora o foco principal dos ensaios metrológicos seja avaliar a conformidade do instrumento de medição, eles podem ter impacto direto na qualidade do produto, assegurando que as medições realizadas sejam confiáveis e precisas.

A partir disso, quero destacar 4 erros principais que profissionais cometem na gestão.

Erro1: subestimar a importância da gestão dos ensaios metrológicos

O primeiro erro de gestão em ensaios metrológicos é subestimar sua importância.

Muitas vezes, os responsáveis pela gestão desses processos não recebem a devida atenção e recursos da empresa. Isso pode levar a problemas como equipamentos descalibrados, falta de controle de documentação e registros inadequados.

Como resultado, os ensaios podem produzir resultados imprecisos ou inconsistentes, comprometendo a qualidade dos produtos ou serviços oferecidos.

Em grandes proporções, a consequência podem ser prejuízos financeiros significativos, pois podem a erros de produção, retrabalho, rejeição de produtos e até mesmo ações judiciais.

A falta de uma gestão adequada de ensaios metrológicos pode levar a atrasos na entrega de produtos e serviços, bem como a problemas de conformidade com as normas e regulamentações.

Assim, pode resultar em multas e penalidades, afetando a reputação da empresa e suas relações com clientes e fornecedores.

Se olharmos por outra via, uma boa gestão de ensaios metrológicos pode ajudar a reduzir custos operacionais.

Quando os instrumentos de medição estão corretamente calibrados e ajustados, é possível minimizar a necessidade de retrabalho, refugo de produtos, manutenção corretiva e reparos. Isso pode levar a uma maior eficiência operacional e a uma redução de custos a longo prazo, e muitas vezes, a curto prazo também.

Erro 2: não investir em treinamento

Outro erro comum é não investir em treinamento para os funcionários que realizam os ensaios metrológicos.

Esses profissionais precisam entender os conceitos básicos de metrologia, bem como as normas e procedimentos específicos para cada tipo de ensaio.

É importante que eles saibam interpretar os resultados dos ensaios e identificar possíveis fontes de erro. Sem o treinamento adequado, os funcionários podem cometer erros de procedimento ou interpretação, comprometendo a precisão dos ensaios.

Erro 3: não monitorar o desempenho dos equipamentos

Monitore regularmente os equipamentos de medição nos ensaios metrológicos para garantir seu funcionamento correto.

Isso inclui a realização de ensaios de calibração em intervalos regulares, bem como a verificação do desempenho do equipamento ao longo do tempo.

Se os equipamentos não estiverem calibrados corretamente, os resultados dos ensaios serão imprecisos ou inconsistentes, gerando decisões também imprecisas e inconsistentes.

E mais, se os equipamentos apresentarem problemas, é importante que sejam reparados ou substituídos imediatamente para evitar impactos negativos na qualidade dos ensaios.

Erro 4: não documentar adequadamente os resultados

Mais um erro comum de gestão em ensaios metrológicos é não documentar adequadamente os resultados dos ensaios.

Os registros precisam incluir informações como data, hora, equipamento utilizado, procedimento de ensaio, resultados obtidos e possíveis observações ou notas.

Além disso, é importante que esses registros sejam armazenados de forma segura e acessível, para que possam ser consultados devidamente para tomada de decisões.

Um dos maiores problemas dos laboratórios em relação as informações e fluxo de processos é garantir a rastreabilidade. É necessário gerar e arquivar registros durante a execução de processos e atividades laboratoriais, garantindo que eles sejam facilmente acessíveis a qualquer momento e estejam adequadamente indexados.

Garantir que há uma relação entre o número de um orçamento, o número de uma ordem de serviço, o número de um relatório de ensaio ou um certificado de calibração permite rastrear todo o processo de execução de uma atividade pelo laboratório de ponta a ponta.

Quais são as ferramentas para mitigar erros de gestão nos ensaios metrológicos?

É natural que, ao longo do tempo, alguns erros de gestão de ensaios metrológicos aconteçam, afinal, todo mundo está aprendendo.

Porém, o melhor gestor é aquele que aprende com erros e busca a melhoria contínua, até porque, a gestão eficaz de ensaios metrológicos pode ser fundamental para a eficiência operacional e sucesso financeiro da empresa.

Nesse sentido, a utilização de ferramentas de gestão de ensaios metrológicos pode ser crucial para evitar erros de gestão. Algumas ferramentas utilizadas, por exemplo, são:

Foco na melhoria contínua

A melhoria contínua é um processo que nunca termina. É possível evitar erros de gestão de ensaios metrológicos por meio da melhoria contínua e adoção de ferramentas e boas práticas de gestão.

O importante é aprender com os erros e estar sempre atento às mudanças no mercado e nas normas.

Com uma gestão eficaz de ensaios metrológicos, as empresas podem garantir a precisão e confiabilidade das medições realizadas pelos instrumentos de medição, evitar prejuízos financeiros e garantir a qualidade dos produtos e serviços.

Sobre o autor (a)

Deixe um comentário

Blog da Metrologia

Artigos relacionados

Publicidade

Banner vertical - webinar seja auditor

Qualicast

Qualicast